quarta-feira, 6 de maio de 2009

Trekking em Atibaia

Em São Paulo, quem curte o contato com a natureza com belas paisagens e em lugares isolados, tem diversas opções próximas da capital paulista. Além de diversas trilhas na serra do mar e na grande São Paulo, o interior também tem ótimas alternativas.

Atibaia é uma delas... e não estou falando da famosa "Pedra Grande", atração turística da cidade, que é uma gigantesca formação rochosa de origem ignia ou vulcânica, que aliás, cabe citar, que a maioria das montanhas da região tem essas mesmas características e são de granito maciço, o que torna praticamente impossível encontrar cavidades ou cavernas sedimentares... uma pena para o Caving.

Porém, com sua ótima rampa natural, é "point" dos aventureiros "voadores" com seus paragliders, pents e asas delta e também dos "escaladores", já que paredes positivas e negativas são abundantes para a prática de rapel ou escalada.

Mas nem só de esportes "radicais" vive o homem! A região é rica também em opções de aventuras leves, como a cavalgada, o "off road", o campismo e principalmente o "trekking" ou caminhadas em trilhas muito bonitas e interessantes.

Neste último final de semana, dia 3 de maio, fiz uma trilha há muito almejada... sempre quis alcançar o topo de uma montanha muito bonita que vejo de minha casa.  
Depois de muito caminhar pela região e conversar com moradores antigos, acabei descobrindo o início da antiga trilha que levava ao topo da montanha... avisei a família, enchi o cantil, preparei a mochila e fui à luta!

Abaixo está a localização exata da pedra, via satélite, tirada do Google Maps:


O início da trilha e a "meta" ao fundo.

Trata-se de uma trilha com grau de dificuldade leve a moderado, onde nos primeiros vinte minutos um forte aclive suga as forças de quem não souber dosar a energia. Porém, logo a trilha se estabiliza e a mata "fecha"... facão e repelente, além de roupas compridas, são muito recomendáveis e necessários (nem preciso mencionar os calçados adequados).

Aliás, uma recomendação de segurança muito importante - que não segui aliás - é jamais entrar em uma trilha sozinho... especialmente em trilhas desconhecidas... um dos riscos são os buracos como este da foto acima, que pode ser muito perigoso para qualquer aventureiro, experiente ou não!

Além disso, encontrar bichos como cobras, escorpiões e aranhas, entre outros, também é fator de risco principalmente quando se está sozinho, sem à quem pedir auxílio.

Mas antes que alguém me repreenda, eu, apesar de só, estava em contato direto com minha família através de rádio.

Saindo da mata fechada e já chegando ao pé da rocha, um belo coqueiro nascido entre as fissuras da  pedra me dava as boas vindas e enfeitava a paisagem envolta por um mar verde aveludado!

Mas isso era apenas o início.

A minha frente ainda haviam muitos obstáculos, um deles era reencontrar a trilha em meio a mata fechada para chegar finalmente ao topo.

E levei um bom tempo até achar o melhor caminho entre as enormes rochas e a alta vegetação, muitas vezes úmida e escorregadia... e o medo de topar com uma cobra... mas felizmente vi apenas lagartos, insetos e pássaros... muitos e de variados tipos inclusive!

Mas o melhor de tudo é que a partir deste ponto, não havia um único sinal recente do homem lá... a sensação de isolamento e contato com a natureza é incrível, com o binóculo eu podia ver algumas casas bem ao longe... uma visão indescritível!

Entre diversas outras coisas interessantes, uma em especial se destacou... em uma área deduzo, recém descoberta pela erosão, uma curiosa rocha acinzentada em forma semi-cilindrica me chamou a atenção... só consegui me aproximar rastejando em função da proximidade com o precipício, mas foi o suficiente para reconhecer as ranhuras da madeira de um pequeno tronco de árvore "petrificada"... infelizmente, naquele momento foi impossível tirar fotos... mais é um ótimo motivo para retornar!

Uma visão 360 graus do ponto mais alto da pedra.

video

Depois de tudo isso, só reidratando para encarar a trilha de volta!


Até a próxima aventura!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Curta nossa página no facebook.com/soldieradventures e siga-nos também no twitter.com/soladventures para saber mais sobre "Off Road", "4x4", "Expedições", "Viagens de Aventura", "Trips Outdoor", "Atividades para empresas" ou "treinamento corporativo" e outras atividades na natureza!