sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Expedição São Thomé das Letras


São Thomé das Letras a Carrancas/MG:



A "Mini-Expedição" a São Thomé das Letras, aconteceu entre 25 e 27 de julho de 2008, organizada em conjunto pela Soldier Adventures e uma participante do RJ (Ritinha 4x4). E o que começou como um despretensioso passeio, graças ao apelo turístico e aventureiro da região e a divulgação pelas revistas especializadas 4x4&Cia e Planeta Off Road, além do importante Jornal +Off Road, acabou por se tornar um evento de grandes proporções, onde houve envolvimento de mais de 70 pessoas dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.


O conhecido perfil dos jipeiros, de decantada consciência ecológica, contribuiu para que o passeio transcorresse sem danos ao meio ambiente e principalmente divulgando as belezas naturais e pontos turísticos da cidade e da região e movimentando a atividade econômica nestes dias, sem mencionar o reflexo neste mesmo sentido, devido ao clássico meio de propaganda “boca a boca”.



Baseados nisso, chegamos inclusive a solicitar apoio da prefeitura local, na confecção de camisetas ou de adesivos alusivos ao encontro, reservamos pousada e restaurantes com desconto, além de outras opções. Entretanto, mesmo após o comprometimento da secretária de turismo da cidade de São Thomé das Letras (Elizandra), que no último momento argumentou falta de verba em função de outro evento... acabamos ficando sem qualquer tipo de patrocínio.

Números:

32 veículos efetivamente inscritos com 24 veículos presentes, sendo que das mais de 70 pessoas inscritas (incluindo crianças) 61 compareceram.


Trajeto:
Foram quase 1000 kms percorridos em quatro dias, entre o trajeto de São Paulo a Três Corações, São Thomé das Letras, passeios pela região, Povoado de Sobradinho, Carrancas, Luminárias, São Bento Abade, São Thomé novamente e retorno a São Paulo passando por Três Corações. Nenhuma pane grave em todo o evento.



Relato da Expedição:

A jornada começou na sexta por volta das 11hs da manhã, no ponto de encontro da Fernão Dias em Atibaia, o comboio paulista diurno partiu para uma divertida viagem sem qualquer contra-tempo... Ainda faltavam o comboio Mineiro, Carioca e também o Paulista Noturno.
Chegamos em São Thomé aproximadamente as 19hs... o comboio carioca chegou pouco depois, por volta de 20h30. Depois de alguma dificuldade (pois a maioria dos celulares não funcionava em STL) falei com o Lucciano sobre o comboio Mineiro e com o Clécio, sobre o comboio paulista noturno... tudo estava dentro do planejado.
O primeiro momento de integração foi o jantar... a Pizza na Pedra nem estava tão boa quanto outras vezes... mas a companhia foi o mais importante. Outros expedicionários foram chegando e lotando a pizzaria. Depois de satisfeitos, fomos ao mirante admirar a incrível núvem de estrelas que era possível observar daquele ponto naquele momento... e então finalmente... cama, pois o dia seguinte prometia!


Enquanto isso, o comboio paulista noturno prosseguia sua jornada, com apenas uma pequena falha em uma das viaturas, facilmente resolvida pelo pessoal. A chegada foi por volta das 3h30m da manhã. Na foto abaixo, Júnior Atacama com a mão na massa, sob supervisão do mestre Astor do Esquadrão da Lama de Campinas:


No dia seguinte, um atraso "normal" na saída acabou invertendo a programação inicial e partimos em busca de Shangrillá... em vão... não havia mapa certo, placa indicando ou informação clara e após rodar e rodar decidimos abortar e partir para a enigmática "Ladeira do Amendoim" e a lendária "Gruta do Carimbado", que segundo consta, liga São Thomé a Machu Pitchu...



Lá alguns decidiram ir até Machu Pitchu e outros ficaram admirando o carro desengatado “subir” a ladeira... enquanto o carvão aceso já assava o churrasco ali mesmo...



Paralelamente o comboio mineiro estava comendo um churrasco na "Cachoeira do Flávio".
Saindo do Carimbado a maioria voltou à cidade para almoçar no restaurante Alquimista enquanto o Lisboa e o Jorge foram para o "Vale das Borboletas"... mais tarde, a maioria retornou ao Vale das Borboletas pra um banho “gelaaaaaaado” enquanto outra parte já estava na pousada.


Na noite do sábado, a idéia era juntar o povo na praça pra fazer a confraternização, mas devido a compreensível disparidade de preferências em um grupo tão grande, só conseguimos reunir as viaturas, que lotaram a praça.






No dia seguinte, seguindo a programação prevista, saímos as 9h30 em direção a Carrancas... a primeira parada foi na cachoeira da lua... o tempo estava nublado e frio e o momento foi de contemplação e muitas fotos.



A parada seguinte foi, segundo muitos relataram, o ponto alto do passeio... a caverna e cachoeira do "Sobradinho". A chegada perfilou as viaturas e possibilitou fotos com belas paisagens e a travessia da caverna foi um desafio para muitos que jamais haviam entrado em uma gruta, porém, sem maiores dificuldades, até algumas crianças fizeram a travessia... como dito antes, uma lembrança pra toda a vida.






Saindo de lá, logo chegamos ao povoado de Sobradinho, onde os moradores que saíam da missa dominical nos olhava como se fossemos alienígenas... Dali em diante a paisagem dominante de montanhas, bosques e grandes descampados dominaram o percurso... logo as cercas desapareceram e o que vimos foram áreas praticamente desabitadas onde o único sinal de civilização era a própria estrada... muita poeira devido a falta de chuvas motivou o povo a combinar uma volta na época de chuvas.




video




As belas paisagens e a estrada com poucas dificuldades além de alguns aclives, curvas, areiões e pedras soltas não deixou percebermos a hora passar e quando nos demos conta, já havia passado e muito do horário de almoço... Quando chegamos ao primeiro local habitado vimos um “butequinho” que os locais disseram ser o “único” local para almoçar aquela hora... depois descobrimos que ainda haviam 11 kms de terra até a cidade... onde finalmente os 74 kms de terra (segundo meu odometro) até Carrancas foram cumpridos, eram 17hs quando chegamos ao primeiro restaurante onde finalmente “almoçamos” por volta das 18hs...

Depois disso, com o maior desafio vencido (o trajeto entre São Thomé e Carrancas), todos se despediram e cada um tomou seu caminho... apenas o Lisboa e eu, íamos voltar a São Tomé e já sob a escuridão da noite, tomamos o rumo da cidade de "Luminárias"... segundo informações eram 11kms de terra... entretanto passaram-se 20 kms de uma estrada estreita, cheia de “mata-burros” e porteiras até Luminárias... onde finalmente conseguimos reabastecer. Seguimos mais 30 kms até São Bento Abade em uma estrada mais larga mas cheia de "costelas de vaca" e muitos buracos... então, a partir daí, foram mais ou menos 20 kms de asfalto até chegarmos exaustos em São Thomé... o Lisboa e sua turma desabaram na pousada enquanto eu ainda fui levar a família para jantar...
No dia seguinte, acordamos e combinamos de passar novamente no "Vale das Borboletas" antes de pegar a estrada definitivamente para São Paulo... e assim foi... as crianças (Lara e Yago) se divertiram bastante no vale das borboletas e então pegamos o caminho para Três Corações que nos daria acesso a Fernão Dias... a viagem correu tranqüila até São Paulo e finalmente nossa odisséia terminou com todos salvos, cansados mas cheios de energia e com grandes histórias para contar até aos netos...



Esse foi o crepúsculo da “Mini Expedição” a São Thomé das Letras.


Organização:
Soldier Adventures e Ritinha Michetti

Até a próxima! Visconde de Mauá vem aí!!!

Um comentário:

  1. Incrível! Adorei aqui o registro da expedição de vcs!!!! Lugares maravilhosos!

    ResponderExcluir

Curta nossa página no facebook.com/soldieradventures e siga-nos também no twitter.com/soladventures para saber mais sobre "Off Road", "4x4", "Expedições", "Viagens de Aventura", "Trips Outdoor", "Atividades para empresas" ou "treinamento corporativo" e outras atividades na natureza!